Diversão - Um guia de shows, arte, eventos e lazer
Diversão
A resposta
09/03
às 23:29
Reprodução/Facebook
Após o sucesso de "Lepo Lepo" no Carnaval 2014, a cantora Amanda Valverde resolveu gravar uma versão feminina do hit. A versão da jovem de Brasília já foi assistida por mais de três milhões de pessoas na internet e Amanda recebeu até um convite para cantar com a banda Psirico na Bahia. 
 
Em entrevista ao jornal "Bom Dia Brasil", da Globo, a cantora  contou que as meninas mereciam uma revanche e, na hora de compor a música, se lembrou da história de uma amiga traída e abandonada pelo namorado, mas que deu a volta por cima.
 
"Com o término do relacionamento, ela passou em um concurso, resolveu estudar, se dedicar mais a ela, e hoje ela está bem de vida, e ele não. E ele quer voltar" .
 
"Estou muito assustada com isso tudo, mas ao mesmo tempo muito feliz", afirmou ela, que demorou 30 minutos para fazer a versão.
 
O músico Márcio Vitor, da banda Psirico disse que adorou a música. "Meu amor, estou esperando você para a gente cantar junto, tá? Adorei a versão, a música é nossa. O "Lepo Lepo" é do Brasil".
 
 

Por Diga Sergipe
 

 

“Me senti a Valdirene”
25/01
às 10:34
Reprodução/Instagram

Antes de agitar a multidão no primeiro dia do Pré-Caju, a cantora sergipana Maysa Reis fez a alegria de seus seguidores no Instagram. Maysa postou uma foto na rede na qual aparece seminua em uma banheira em um provável banho de ofurô. Cautelosa, a artista se protegeu usando as mãos e não deixou que seu corpo aparecesse completamente no clique.

“#sensualizando kkkkkkkk tabarôa toda! Me senti a Valdirene na hora de sair... Tiveram que mandar 4 pessoas pra me arrancar da banheira! 😳😂😂😂😁😭👌”, escreveu a cantora. Maysa ainda publicou fotos de sua tarde no Animma Centro de Beleza. “Sob os cuidados de Márcia nos cabelos e Mari nas mãos e nos pés!!”, legendou a musa do axé sergipano.

Por Diga Sergipe
 

 

25 de Janeiro
09/12
às 18:10
Divulgação

Claudia Leitte não pára e arranjou um tempo para mostrar que está com tudo em cima. Ela fez questão de deixar a barriga sarada de fora na gravação de um clipe de zumba, em São Paulo. O coreógrafo Beto Perez comandou as cenas e compartilhou nas redes sociais alguns momentos das filmagens.

 

Nas fotos, a apresentadora do The Voice aparece com um top e um casaco cheio de brilho, exibindo a boa forma. Ela também posou de capuz ao lado do coreógrafo e deixou uma boa impressão nos bastidores das gravações:

- Estou trabalhando com @ClaudiaLeitte uma música para meu video-clipe e com a futura coleção de #zumbawear. A gente está se divertindo loucamente no set! – escreveu Beto Perez no Instagram.

A zumba é um programa de exercícios que mistura coreografias de ritmos latinos e internacionais. Claudia Leitte é tão fã da atividade que foi nomeada embaixadora mundial da zumba. E, pelo visto, ela continua levando a sério o negócio.

Será que vai ter zumba no repertório do bloco Largadinho.De uma coisa a gente sabe, a cantora vai colocar todo mundo prá dançar.

O QUE: Bloco Largadinho
QUANDO: 25 de Janeiro de 2014
ONDE: Pré-Caju 2014
ONDE COMPRAR: Central do Ticket, antiga Central do Pré-Caju no Shopping Riomar
CUSTA: à vista – R$126,00 // à prazo: R$140,00

Por Diga Sergipe
 

 

Talentos sergipanos
02/12
às 15:17
Patrícia Polayne / Foto: Marcelinho Hora

Até 1970 a música popular massiva sergipana praticamente não existia. Não se produzia discos e ela se limitava a alguns intérpretes dos ritmos ouvidos em todo Brasil à época: boleros, chorinhos e muita música romântica e saudosista.

Os nomes que se destacaram foram: Luís Americano, que teve seu chorinho apresentado nos Estados Unidos, e Francisco Alves, conhecido em todo o Brasil. Contudo, o forró se apresentava como ritmo que atraia o gosto popular e a iniciativa artística local. Grandes nomes forrozeiros acompanharam o sucesso do ritmo levado ao país inteiro por Luiz Gonzaga, e fizeram sucesso nacionalmente representando Sergipe. Dentre eles estão Clemilda e Erivaldo de Carira.

É no final da década de 70 e início dos anos 80, que começa a surgir um sentimento ufanista em nosso Estado em relação à música. Desenvolve-se o conceito de música popular sergipana, que traz a idéia de uma música autêntica de Sergipe.

Por ASN
 

 

Aracaju, onde eu como?
07/09
às 19:13
AOEC

A fã Page “Aracaju, onde eu como” veio para por fim aos catálogos tradicionais onde buscamos telefones e endereços  de bares, lanchonetes e restaurantes. Pintou aquela fome e está na dúvida de onde comer?  Bastar curtir a página e acompanhar as críticas e sugestões dos organizadores e dos comilões da cidade, que ao todo já são mais de dez mil pessoas.

Os recursos do facebook e os aplicativos móveis permitem uma interatividade muito grande. A ideia inicial era receber sugestões e críticas dos leitores e ir conferir “in oco”, mas logo os internautas começaram a mandar suas próprias opiniões, fotos e relatos de suas experiências pela cidade e o formato foi modificado. “Nossa opinião podia não ser o de todos. Hoje as postagens são de nossa autoria ou dos usuários, nesse caso damos os créditos”. Ler as postagens da AOEC pode fazer você ter vontade de comer uma determinada comida, como também pode fazer você mudar sua rota gastronômica completamente.

Os idealizadores da página não querem tratamento especial, e por isso preferem não ser identificados, mas se definem como três profissionais liberais (não ligados a gastronomia), na casa dos 30 anos e apaixonados por comer bem. “Queremos sigilo. Saberem quem somos mudaria tudo que planejamos”. De acordo com eles, o maior problema apontado pelos consumidores é o refere-se ao atendimento ruim e demorado. “A maioria não oferece treinamento para os garçons”. Porém, questões como a qualidade e sabor da comida, o preço, a higiene e a música oferecida tão são avaliadas.

O interesse principal não é denegrir a imagem do ambiente, mas sim fazer uma crítica construtiva para melhorá-lo. “Alguns gestores entendem isso, um deles até nos procurou e disse que iria observar as críticas, mas nem todos entendem dessa forma. Tem uma pizzaria que quase 90% fala mal e nada muda”. afirma

                                                                                         "Parece uma lavagem" Pizzaria ruim é duramente criticada

Para os administradores, “points” gastronômicos tradicionais de Aracaju devem começar a se preocupar com a qualidade, pois já existem concorrências a altura. ”A Casa Alemã é muito forte aqui, mas leio reclamações de colaboradores, o preço está muito alto e os tamanhos diminuindo. Algumas pessoas já têm outras preferências”.

Confira abaixo o “TOP FIVE” gastronômico baseado na opinião dos que acompanham a página e descubra qual é a opção preferida dos administradores da AOEC:

 

1) CALUMBI:

Bar e restaurante Sao Miguel, mais conhecido como Calumbi. É um ambiente simples, onde os funcionários são os moradores do povoado, iniciativa legal que dá emprego às pessoas locais. O pirão de camarão é o prato mais famoso do local, os camarões são do viveiro local por isso o preço diminui, esse prato custa R$ 48, 00 para 4 pessoas. O restaurante sempre está cheio nos fins de semana por isso aconselhamos chegar cedo. A higiene aparente a desejar, é comum sentarmos na mesa e as toalhas estarem sujas de clientes anteriores. O sabor é indiscutível e a qualidade também. O atendimento é daquele jeito, quando está mais vazio as coisas funcionam bem, mas estando cheio tem que ir com o coração brando.

 

                                                                                                               Camarão é a cara do Calumbi

 

2) FERREIRO JARDINS:

Nada que sirva lá foi motivo de reclamação, tudo é bom, mas nós gostamos muito da coxinha de caranguejo, empada de queijo do reino, tomate a parmegiana e do filé com queijo. Os petiscos são uma atração à parte. O ambiente é super agradável, limpeza impecável, muito bom para um happy hour com amigos no ambiente externo ou para jantar com a família no ambiente interno. Os pratos variam de comidas de boteco a pratos sofisticados com nomes sugestivos. Bom lugar para encontrar amigos num fim de tarde. O atendimento é bom, mas a música às vezes deixa a desejar. Os preços não são baratos, uma caipirosca de fruta com vodka importada sai por R$ 16,00 e a conta por pessoa gira em torno de 45,00.

 

 

(Coxinha de Caranguejo)

 

3) BADA GRILL

Bada Grill, localizado no começo da passarela do caranguejo é o nosso queridinho, pois serve para todas as ocasiões. Ambiente agradável para encontrar os amigos, para almoçar em família, para levar crianças (eles dispõe de um espaço kids), para ouvir uma boa música (sexta e sábado o Cantor Luiz Arnaldo que arrasa na MPB), se despedir do fim de semana com um fim de tarde de domingo naquele ambiente é simplesmente fantástico. Nós recomendamos o camarão na lambreta e a porção de pastéis para quem vai ficar petiscando, se o intuito é almoçar ou jantar a moqueca de camarão ou a chapa mista de frutos do mar são nossas indicações. O ambiente é rústico com uma decoração linda, mas o atendimento quando cheio não é muito legal para os clientes.

 

4) PORTO MADERO

Esse é o novo buchicho da cidade. Ainda não fomos, mas nossos colaboradores só falam maravilhas. Ambiente bonito, excelente atendimento, o dono Pedro sempre comenta na página quando o local é assunto, ele faz questão de se identificar, de agradecer aos colaboradores e está sempre apto a ouvir, para nós isso é uma super prova do profissionalismo e da seriedade do restaurante. De segunda a quinta eles servem o almoço comercial que tem um preço excelente para a proposta do local. Esse restaurante fica também na passarela do caranguejo, no antigo armazém mediterrâneo, é recente e acredito que muitas pessoas ainda não conhecem, acredito que será sucesso de público, se já não está sendo.

 

 

5) MACARRONES:

Macarrones: fica na rua de trás da igreja do Sol Nascente. O Restaurante é simples, uma casa adaptada, mesas de plástico, mas tudo muito organizado. O cliente monta seu prato escolhendo os temperos, sabor da carne (frango, boi ou camarão) e os acompanhamentos (ervilha, milho, azeitonas, etc). A fila pode ser grande dependendo do horário que você chegar, mas vale a pena esperar e ver "ao vivo" seu prato sendo preparado. Os preço variam de R$ 10,00 a 20,00 dependendo do sabor e do tamanho (P, M ou G). Um prato grande de camarões custa 20,00 e serve MUITO bem 2 pessoas. O proprietário é muito atencioso e sempre passa pelas mesas perguntando se estamos satisfeitos. A única queixa dos colaboradores é quanto à fila que se forma em determinados horários. Recomendamos o Macarrones pela organização, limpeza e preço camarada!

 

* MEU BAR – O preferido dos idealizadores.

Comida boa, barata, bom atendimento (só não fui bem atendida 1 vez das 200 que fui lá). Um lugar perfeito para as crianças e famílias. A música é um atrativo: som na altura certa e uma seleção de extremo bom gosto, com muito MPB e rock! Nós gostamos muito do Meu Bar pelo preço, pelas músicas e pela qualidade dos pratos e petiscos. O atendimento é ruim igual a todos os outros, mas como venho muito já vou ao balcão pedir e conheço quase todos os garçons e o dono.

 

 

 

Por Victor Limeira - Diga Sergipe
 

 

Festa no interior
30/08
às 18:53
Divulgação

Tradição é a melhor palavra para simbolizar os 50 anos de um dos eventos mais importantes do estado de Sergipe. A Vaquejada de Lagarto, realizada no Parque de Eventos Zezé Rocha, apesar de meia década comemorada, continua mais viva que nunca. Com uma infraestrutura gigantesca, o parque vai atrair gente de todos os cantos do Brasil, afinal a vaquejada pontua os vaqueiros no Ranking Nacional. São 40 mil m² com arquibancadas cobertas, pista, área de estacionamento para 5 mil carros e um espaço para 45 mil pessoas curtirem o melhor dos shows.

Os vaqueiros disputarão R$ 150 mil em prêmios, enquanto que as categorias amadoras concorrerão a R$ 40 mil - R$ 10 mil são entregues a aspirantes. Além disso, dois carros também estão na lista de prêmios da vaquejada.

Na programação de shows estão artistas como Jorge & Mateus, Aviões do Forró e Pablo do Arrocha. No primeiro dia quem faz a abertura do evento musical é Robson & Os Menudu's, Forrozão Elite e Unha Pintada.

Sábado é o dia de maior expectativa para a vaqueirama que quer dançar e curtir a festa. Aviões do Forró e Jorge & Mateus estão entre as bandas que se apresentam na noite, que fica completa com Sandro Pessoa & Alex, Cleyton Alessandro e Mateus Borba.

No domingo, último dia de festa e com início às 18h, Pablo do Arrocha, Klecinho 50 Graus e Banda F13 fecham a programação musical da evento e a festa de bodas de ouro da Vaquejada de Lagarto 2013.

 

fonte: Lagartense

Por Diga Sergipe
 

 

Turismo
08/07
às 10:06
Divulgação

 Férias de julho, hora de preparar as malas, escolher um local para viajar e recarregar as baterias para o segundo semestre de estudos e trabalho. E para aquelas que não podem fazer longas viagens por motivo de tempo ou dinheiro, a opção pode estar bem perto. Em Macaé, Baixada Litorânea do Rio de Janeiro, cidade considerada a “Capital Nacional do Petróleo”, o Parque Municipal Atalaia é uma opção para quem quer fugir da agitação do mercado offshore.

Localizado no distrito de Cachoeiras de Macaé, a cerca de 27 km da sede do município, o parque é uma das poucas reservas de Mata Atlântica do estado. A visitação é gratuita e pode ser feita de terça-feira a domingo, das 9 às 16h. Famílias podem fazer o passeio sem precisar agendar. Apenas grupos maiores devem cominucar a visita com antecedência.

O Parque Atalaia também é ponto de encontro de aventureiros que encontram no local trilhas, que podem ser encaradas por profissionais e por curiosos. Os grupos são guiados por equipes do parque, compostas por guias, agentes da Guarda Ambiental e biólogos. 

O Parque Municipal Atalaia possui 235 hectares, sendo 75% de mata fechada, e possui importantes espécies da fauna e flora, cachoeiras e opções para descanso, além de cenários diversos para amantes da fotografia.

Remanescentes florestais de baixada do município como Jequitibá, Vinhático, Figueira, Braúna, Pau-d'alho são algumas das espécies da flora encontradas no local. A fauna do Atalaia também é rica e mescla espécies comuns como cachorros do mato, furões, lontras, macacos bugios, papagaios, tatus, gambás, entre outras.

A estrutura física do Parque Municipal do Atalaia é composta de um centro administrativo, refeitório e centro de convivência. Alimentos não são vendidos no local, mas os visitantes podem levar de casa.

História

Em 1895 após sucessivas epidemias de febre amarela, o município, através de iniciativa de vários vereadores, adquiriu 25 alqueires da Fazenda Atalaia, com o objetivo de ampliar as fontes de água, garantindo a boa qualidade de abastecimento de água da cidade.

Entendendo a importância da educação e disseminação do conhecimento sobre o meio ambiente, para incentivar a preservação e utilização sustentável dos recursos, são realizadas atividades planejadas com escolas, universidades, grupos de interesse socioambiental e comunidade em geral. O objetivo é envolver a comunidade nas ações e projetos desenvolvidos através de palestras, dinâmicas, laboratórios, vídeos educativos, trilhas interpretativas, e, mais recentemente, compostagem. As visitas dos grupos devem ser agendadas com até uma semana de antecedência pelo telefone 2762-4802.

Serviço
Parque Municipal Atalaia
Horários de funcionamento: de terça a domingo, das 8 às 16 horas
Entrada: gratuita
Telefone para agendamento de grupos: (22) 2762-4802 (devem ser realizados com uma semana de antecedência)

Por Diga Sergipe
 

 

Infantil
08/07
às 09:49
Divulgação

A Biblioteca Infantil, Agláe Fontes, (Biafa) promove neste mês de julho uma programação vasta no período de férias escolares.

A programação inicia na próxima terça-feira (09), das 9h as 15h e segue até o dia 11, com a ‘Hora do Cineminha’. Nela as crianças vão assistir exibições de desenhos da Turma da Mônica.

Já no dia 12 de julho a Biafa irá celebrar o dia do cantor, comemorado no dia 13. Participarão desta atividade o músico Ítalo Lima (ex-vocalista da Casa do Zé) e Robson Souza, do Grupo Ferraro Trio e Mariascombona. A atividade tem início as 10h.

Teatro de fantoches e histórias
Entre os dias 15 e 30, nas segundas, quartas e sextas, a partir das 15h criançada pode curtir um divertido teatro de fantoches. Já no dia 18 histórias vão ser contadas com a presença da escritor, Criz Souza.

Outra novidade do mês de julho é o Campeonato de Advinhas, que acontece no dia 23, a partir das 15h. Os melhores adivinhadores ganham prêmios.

Campanha permanente
A Biblioteca Infantil continua com a campanha de doação de alimentos para os abrigos que cuidam de animais abandonados. Os interessados em fazer as doações podem deixar na Biblioteca ração para cães ou gatos, patês (latinhas), sachês ou arroz para cachorro.

Por Diga Sergipe
 

 

Sucesso sergipano
17/02
às 19:28

Por Fala Sergipe
 

 

Baile da Cidade
02/02
às 22:52
Funcaju / Divulgação

A Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) abriu oficialmente a folia carnavalesca na capital, o Carna Caju, com a realização do tradicional Baile da Cidade.  O evento, realizado pela Fundação Municipal de Cultura e Turismo (Funcaju), ocorreu na quinta-feira (31), no Iate Clube, reunindo diversos blocos e personagens do Carnaval da cidade para torcer e festejar a coroação do Rei Momo e da Rainha do Carnaval 2013, embalados pelas folclóricas marchinhas tocadas por Medeiros e Orquestra.

Após a escolha dos cinco jurados, Andrêsa Souza e Abel Wesley Rodrigues foram coroados. Ele disputou com outros três concorrentes. Já ela, concorreu pela primeira vez e superou as outras quatro garotas que disputavam o título. Ambos receberam a premiação, em dinheiro, de R$ 2.500, oferecida pela PMA.

Tricampeão do Baile da Cidade, Rei nas edições de 2009, 2011 e agora 2013, Abel Wesley reitera a importância e autonomia que tem Aracaju em relação aos grandes centros quanto à moda carnavalesca. "Estou eu aqui de novo para reinar, quero levar muita paz, muita folia em todos os bairros de Aracaju, valorizando as coisas feitas aqui, que não ficam atrás de Carnaval de lugar nenhum", justifica.

Vestida de muitas plumas, inspirada em motivos tribais africanos, Andrêsa expressa a alegria e surpresa de ter sido escolhida, pela primeira vez, Rainha do Carnaval. "Eu nunca imaginei receber essa coroa maravilhosa. Eu tenho uma alegria muito grande dentro de mim que quero passar para todos, prometo que Aracaju vai ter a melhor Rainha que já passou por esse palco, prometo fazer esse Carnaval brilhar como nunca! Minha fantasia representa da África, que deixou uma linda herança para nós e dentre elas o samba, que para mim, é ritmo o que melhor representa o Carnaval", comenta.

Antônia Amorosa, coordenadora de Cultura da Funcaju, conta que a valorização cultural é uma das prioridades da atual gestão. "O resultado do júri para o Rei Momo e Rainha do Carnaval foi considerado justo e soberano pelos presentes, o que gratifica nosso esforço em promover o evento. O mais importante está no resgate cultural, na valorização dos artistas locais que estamos fazendo no Carnaval 2013, que vai ter continuidade na Praia de Atalaia", avalia. (G1)

Por Fala Sergipe
 

 


Publicidade